História

No final do ano bissexto de 2000, o jovem baterista Rodrigo Buzelin, cansado de projetos sem continuidade, fez contato com dois conhecidos que sabia serem músicos experientes e responsáveis, a fim de verificar a possibilidade da formação de uma Banda de Rock.

O primeiro a ser chamado foi o guitarrista Marco de Queiroz, antigo componente da “Tribo de Solos”, grupo que fez história em BH. O seguinte foi o baixista Gabriel Lott, fundador da lendária Banda “Vozes do Além”, que também deixou sua marca no final dos anos 80.

Baixista e guitarrista, que nem se conheciam, foram apresentados e a primeira Jam Session foi marcada. No início, a idéia era fazer um som instrumental na linha de Jeff Beck. Mas, inevitavelmente, as raízes roqueiras foram tomando conta e o embrião do power-trio de Hard Rock estava formado.

A escolha do nome levou quase um mês. Sugestões do tipo “Tentáculos”, “Lobo Mau”, “Casca Grossa”, etc, foram, aos poucos, cedendo lugar para o mais óbvio, ou seja, um nome que lembrasse Rock e tempos antigos. Não deu outra: nasceu o PEDRA LASCADA!

Não poderia ser melhor, depois de fazer sua estréia numa Calourada da UFMG, o PEDRA partiu em turnê pela capital e interior do Paraná, nas comemorações do “Dia Mundial do Rock” em julho de 2001, juntamente com as grandes Bandas paulistanas Made in Brazil e Velhas Virgens. Após conquistar o público paranaense, foi a vez de atacar na capital paulista e, no dia 28 de julho de 2001, o PEDRA LASCADA detonou no “Rock and Roll Bar”. Agora faltava o óbvio: conquistar o exigente público mineiro. Para isso, foram muitos shows na Capital e no interior do Estado.

Em dezembro de 2002, a Banda fez as malas e, fugindo das chuvas de janeiro, partiu para o paradisíaco litoral do Nordeste. Depois de tocar na festa de ano novo da principal casa noturna da capital do Rio Grande do Norte, ainda permaneceu durante todo o mês de janeiro fazendo diversos shows em Natal e em cidades vizinhas. Impossível descrever a receptividade e o sucesso do legítimo Rock and Roll onde o Forró reinava quase absoluto.

A partir de fevereiro de 2003, muitas mudanças começaram a acontecer. Até então, a Banda que executava em seus shows clássicos do Rock, tinha em seu repertório sucessos do guitarrista mexicano Carlos Santana. Visando uma melhor sonoridade, foi incorporado o então convidado especial de outros shows: o percussionista Serginho Moura.

Mas, um detalhe precisava ser modificado, afinal, apesar de exímio guitarrista, Marco de Queiroz, que assumia a maior parte dos vocais da Banda, não era o vocalista ideal, sem falar que a obrigação com o microfone atrapalhava sua performance enlouquecida. Era necessária a presença do front-man, Foi aí que, numa noite de bebedeira, Rodrigo Buzelin encontrou o também jovem vocalista Rafael Morgan, fã incondicional de Ian Gillan (Deep Purple).

Em 2004, após a estréia da nova formação em BH, a Banda, mais uma vez, teve a oportunidade de tocar ao lado das grandes Bandas paulistas, num mega evento na cidade de Monte Mor/SP, intitulado “Rock in Mor”. Próximo à Campinas, o festival durou dois dias e teve o PEDRA LASCADA como única banda de outro Estado e uma das principais atrações da noite do sábado, em 17 de abril de 2004.

O material inédito do primeiro CD estava pronto, faltava apenas entrar no Estúdio e dar início às gravações. No entanto, o ano de 2005 começou com novas mudanças que adiaram os planos da Banda. Desta vez, o primeiro a sair foi o percussionista Serginho Moura. Em seguida, foi a vez de Rafael Morgan, imediatamente substituído pelo vocalista Renato Espinha.

Caminhando para seu sexto ano com nova formação, entusiasmo total, repertório renovado, músicas próprias melhores e conhecidas, o PEDRA LASCADA entrou no Estúdio no histórico dia 18 de março de 2006, para dar início às gravações das 14 músicas inéditas que fizeram parte do primeiro CD.

Em maio, da Capital paulista, chegaram os convidados especiais: Oswaldo Vechione (cantor, baixista, gaitista, fundador e principal compositor do Made in Brazil) que fez belíssima participação nos vocais e gaitas da música “Blues dos Amigos”, juntamente com sua esposa e componente do Made,  Débora Carvalho. Outra ilustre participação foi do grande cantor Percy Weiss (Made in Brasil, Harppia, Patrulha do Espaço) que fez coro em várias faixas e cantou a música “Lei Seca”.

“Terra do Rock” ficou pronto em dezembro de 2006. O primeiro CD do PEDRA LASCADA é um marco na história do Rock em Minas Gerais, afinal, a cidade que ficou conhecida como “Capital do Pop Rock” há muito não via  uma  Banda lançando um CD sem frescura, só o puro Rock and Roll com fortes pegadas de Hard Rock, Blues e Heavy Metal. Com excelente vendagem, principalmente na capital paulista, o CD recebeu críticas positivas e entusiasmadas nas principais revistas especializadas do Brasil.

Mas, mesmo antes do lançamento oficial, novas mudanças foram necessárias. Renato Espinha cedeu seu lugar para o talentoso vocalista Jean Oliveira, dono de uma voz aguda e potente. Em seguida, visando acrescentar mais peso e consistência ao som da Banda, bem como aproximar da sonoridade do CD, foi incorporado um segundo guitarrista: o jovem e talentoso Fernando Heiras.

Mais uma vez, o PEDRA LASCADA se torna um quinteto e numa chuvosa noite de quinta-feira, no dia 13 de dezembro de 2007, lotou o belíssimo Hard Rock Café de BH para o tão esperado lançamento oficial do CD.

Novamente fugindo das chuvas, o grupo partiu para outra temporada no Rio Grande do Norte, onde fez muitos shows na Capital e interior do Estado durante o verão de 2008.

As mudanças acompanham as Bandas de Rock e o grande guitarrista Marco de Queiroz decidiu deixar a Banda em abril de 2008, partindo para projetos de produção musical. Seguindo adiante, novamente como um quarteto, o PEDRA LASCADA deu início à composição do material para o segundo disco.

Todavia, a partir de maio de 2008, os inúmeros shows nas casas noturnas de BH, assim como em eventos de motociclistas, adiaram a produção das novas músicas.

Mesmo assim, sempre com a agenda lotada, o Pedra Lascada entrou em estúdio no mês de agosto de 2011 para gravar duas músicas que farão parte do primeiro single da Banda. E, como a história continua, os planos para lançamento do single e do próximo CD foram concentrados para o próximo ano de 2012. Se o mundo não acabar…

telefones: (31)8805-3711 / 8634-3319 - e-mail: pedralascada@pedralascada.com